Peças de nosso acervo

Filtrar por:
0
0 0
APARECIDA

Sextas-feiras às 21h. Sábados às 16h e 21h. Domingos às 15h e 19h30.

Teatro:

Gênero:

Temporada: 22 a 23 de junho

Diretor: Maria Eugênia Malagodi e Eurico Malagodi.

Elenco: Leandro Luna, Bruna Pazinato, Edson Montenegro, Frederico Reuter, Nábia Vilela, Ana Araújo, Maysa Mundim, Arthur Berges, Reynaldo Machado, Cadu Batanero, Talita Real, Alessandra Vertamatti, Pamella Machado, Joyce Cosmo, André Torquato, Marcelo Vazques, Daniel Cabral, Rubens Caribé, Vandson Paiva e Bernardo Berro.

Classificação indicativa: Livre

 

Sinopse

O musical brasileiro contará a história de alguns dos mais conhecidos milagres de Nossa Senhora Aparecida, um dos maiores símbolos de fé dos brasileiros há mais 300 anos. Inspirada na história de um milagre real e contemporâneo, a peça mostra ao público um exemplo de crença e peregrinação capaz de operar as transformações humanas mais difíceis. A história é contada a partir de 20 músicas originais, cujas letras foram compostas por Ricardo Severo a partir do texto de Walcyr e as melodias e arranjos, pelo diretor musical Carlos Bauzys. Elas serão interpretadas por 32 atores/cantores e bailarinos e 12 músicos.

0
0 0
Festa – A Comédia

21h (quartas e quintas)

Teatro:

Gênero:

Temporada: 12/06 a 11/07

Diretor: Eduardo Figueiredo

Elenco: Maurício Machado

Classificação indicativa: 12 Anos

 

Sinopse

A história se passa no aniversário de Miguel, um menino que guarda um segredo que será revelado durante esta festa. A partir daí, surgem figuras como a mãe socialite, o palhaço, a amante do pai do garoto e outros. A produção também ganha corpo com as frenéticas e muito rápidas trocas de figurino e composições dos personagens – criadas pelo premiado visagista Anderson Bueno com figurinos de Marcio Vinicius – que duram segundos entre um e outro.Por meio do humor, a obra amplia discussões importantes e fomenta reflexões às críticas sociais contemporâneas e comportamentais. O principal tema levantado é a questão das representações de gênero, que está ligada à forma como a sociedade cria os diferentes papéis sociais e comportamentos relacionados ao homem e à mulher. Os diversos personagens também abordam questões éticas, como lealdade, amizade, família, traição, valor humano e união, salientando elementos importantes sobre o posicionamento de cada indivíduo no mundo.

Cê que Manda Esse espetáculo não está em cartaz no momento.
0
0 0
Cê que Manda

sábado 13h e 15h30 e domingo, às 13h e 15h30

Teatro:

Gênero:

Temporada: Dias 15 e 16 de junho

Diretor: Bibi Tatto

Elenco: Bibi Tatto

Classificação indicativa: Livre

 

Sinopse

Atualmente, Bibi é considerada uma das maiores youtubers femininas do Brasil. Recentemente recebeu o prêmio de Influencer Brasileirono Kids Choice Awards 2019. Essa não é a primeira vez que a Youtuber concorre no Kids Choice Awards. Ano passado ela foi indicadacomo Canal Favorito do Youtube, mas não ganhou. Dessa vez seus fãs votaram tanto que garantiu a vitória. Além desse prêmio, Bibi játem mais três em casa. Ela venceu como Gamer do Ano, em 2018 e 2017, e Youtuber feminina em 2017 no Meus Prêmios Nick, versãobrasileira do Kids Choice Awards..Bibi ficou famosa no YouTube postando vídeos de Minecraft (um dos jogos eletrônicos mais populares do mundo), além de  músicasautorais e paródias. De um tempo para cá, começou a postar vlogs, alcançando ainda mais seguidores ainda.

0
0 0
Minha vida em marte

Sexta ás 21h30, Sábado ás 21h00, Domingo às 19h00.

Teatro:

Gênero:

Temporada: 03/05/2019 a 07/07/2019

Diretor: Susana Garcia

Elenco: Mônica Martelli

Classificação indicativa: 18 Anos

 

Sinopse

Minha Vida em Marte é a continuação da saga de Fernanda, personagem que surgiu pela primeira no teatro em 2005, quando Mônica Martelli lançou a comédia Os Homens São de Marte… E é pra Lá que eu Vou sem imaginar o sucesso que a peça protagonizada e escrita por ela alcançaria. Nem tampouco esperava a reviravolta que Fernanda, a personagem que criou para falar de amor e discutir o empoderamento feminino (muito antes da expressão cair no gosto popular) faria em sua trajetória pessoal. A autora, então com 36 anos, viu o espetáculo tornar-se um sucesso sem precedentes ao alcançar mais de 2,5 milhões de espectadores e dar origem a um longa homônimo – que arrastou mais de 2 milhões pessoas para os cinemas – e a uma série televisiva com o mesmo título que já está em sua terceira temporada no GNT, sendo uma das maiores audiências do canal.

0
0 0
O HOMEM-MEGA-FONE

De quinta à sábado às 20h

Teatro:

Gênero:

Temporada: De 04 de maio até 29 de Junho

Diretor: Carol Guimaris

Elenco: Cris Camilo, Edu Brisa, Geovane Fermac, Gustavo Guimarães Gonçalves e Harry de CastroAtores convidados: Henrique Cardim e Marcos di Ferreira

Classificação indicativa: 18 Anos

 

Sinopse

A luta pela sobrevivência no trabalho informal nas ruas de uma grande cidade, em paralelo à disputa das eleições municipais, colocando esses dois universos em perspectiva. O Homem-Mega-Fone, deixando pra traz seu Megafone e o carrinho de catador para se candidatar a vereador, ele ser diz a voz do povo, mas o povo também quer ter a própria voz.