Peças em cartaz

Filtrar por:
0 0 7
Silvio Santos Vem Aí!

sextas-feiras 20h30, sábados 15h30 e 20h30, domingos 15h e 20h

Teatro:

Gênero: Comédia, Musical

Temporada: 13 de março à 17 de maio

Diretor: Fernanda Chamma e Marilia Toledo

Elenco: Adriano Tunes, Andreas Trotta, Bianca Rinaldi , Bruno Kimura , Daniela Cury, Diego Montez, Gigi Debei, Giselle Lima , Gustavo Daneluz , Hellen De Castro, Ivan Parente, Jú Romano, Juliana Bógus, Léo Rommano, Lucas Colombo, Paula Flaibann, Pedro Passari, Rafael Aragão, Roney Facchini, Roquildes Junior, Thiago Garça, Velson D'souza, Velson D'souza e Vinícius L

Classificação indicativa: 16 Anos

Sinopse

A comédia musical Silvio Santos Vem Aí!, escrita por Marília Toledo e Emílio Boechat e dirigida por Fernanda Chamma e Marilia Toledo, faz um recorte na vida do apresentador e empresário Senor Abravanel de sua infância, quando era camelô no Rio de Janeiro, até a década de 90, logo após a consolidação do SBT. Com personagens icônicos como Gugu Liberato, Hebe, Elke Maravilha, Wagner Montes, Bozo, Pedro de Lara entre outros, e músicas que marcaram essas décadas e animaram os programas de auditório, o espetáculo promete agradar todas as gerações.

0 0 1
Se Essa Lua Fosse Minha

Terças e quartas às 21h

Teatro:

Gênero: Infantil

Temporada: 03 de março a a 22 de abril

Diretor:

Elenco:

Classificação indicativa: Livre

 

Sinopse

O musical mescla cantigas populares, brincadeiras de roda e lendas antigas para contar a história de um povo saído de Terrarrosa, província da Espanha, que navega pelo oceano em busca de um lugar para construir um novo amanhã.  

Eis que lhe é apresentada a terra de Porto Leste, uma ilha situada no encontro das águas quentes com as frias, mas para a surpresa de todos a terra já está habitada por um outro povo. A diferença de crenças e culturas faz com que uma divisão se torne indispensável e uma linha é riscada no chão a fim de evitar a guerra.  

De um lado fica a destemida Leila e do outro o rebelde Iago. Quem é que faria um coração respeitar uma linha riscada no chão? O encontro de almas se dá, mas o dos corpos se torna cada vez mais raro pelo perigo de serem vistos juntos. A lua escuta mais versos de amor do que os próprios amantes. Enquanto isso, da Espanha, vem Belisa, predestinada a se casar com Iago, e da terra vem a flor do alecrim, talvez a solução para ele. O lencinho branco cai no chão. O anel que era de vidro e se quebra. Os pés virados para trás. Um canto que atrai os homens. Pirulito que tanto bate. A história às vezes rima, às vezes ensina e às vezes faz os dois ao mesmo tempo e sem dó, são dois coelhos numa cajadada só. É contada assim de boca e acompanhada por pouco mais de um violão, o que parece pouco, mas não é não. Afinal de nada vale tocar uma orquestra se não souber tocar um coração.    

O musical proporciona uma aventura nova ao público, mas de um jeito que os faz se sentir "em casa". A história é nova e original, mas usa a todo tempo do folclore brasileiro para ser contada, fazendo com que tudo pareça familiar. O texto fala sobre a importância dos sonhos, de querer e fazer o bem, em plantar o amor, fala sobre o ódio e a liberdade. E para falar de tantas coisas universais, atemporais e necessárias, ele usa da cultura e do povo brasileiro.